horta de temperos em condomíniosNosso dia-a-dia está cada vez mais agitado. Onde quer que seja, passamos a dar atenção ao que nos parece mais útil em relação a coisas “menores” ou “secundárias”. Porém, muitas vezes são estas que complementam ou valorizam as maiores, como os temperos na alimentação.

Este é o caso quando precisamos de um tempero ou condimento que faria toda a diferença no preparo de uma refeição. Coisas “mínimas”, mas responsáveis por aquela valorizada a carnes, legumes, peixe, grãos (feijoada), sopas, antepastos, pizzas, etc. Ou seja, veganos ou não, temperos servem para tudo!

Além disto, os temperos caseiros, principalmente os colhidos na hora, são os melhores. Dão mais sabor e aroma, além de serem mais saudáveis. Um bom uso deles é reduzir a quantidade de sal – um vilão para a alimentação saudável e equilibrada.

Temperos: dos convencionais aos exóticos

Dentre os temperos mais utilizados na cozinha brasileira estão: pimenta, orégano, salsinha, hortelã, salsa (lisa, graúda ou crespa), cebolinha, etc. Mas, não podem faltar, principalmente para pratos mais refinados ou exóticos, temperos como: gengibre, manjericão, sálvia, tomilho, alecrim, coentro… Ou seja, é uma gama muito variada, cujo controle de reposição e validade não são fáceis de realizar. Mas, isto não será problema se dispusermos da nossa própria produção caseira!

Além destes, uma horta de temperos deve contar com algumas leguminosas, frutos (tomate miúdo), e até mesmo frutas (morango, carambola), que também têm um apelo bastante forte na cozinha e na alimentação. Se incluem aqui também o limão e tradicionais plantas de menta (hortelã; camomila; boldo…), que também podem ser usados para chá ou em refeições asiáticas (com grande potencial medicinal).

Cultivo e produção seriada

Produção de temperos e horta em canteiros e vasos

A maioria destes temperos, frutas e frutos gosta de um solo mais leve e poroso (tipo  arenoso), de fácil drenagem. São bem resistentes ao vento, amam o sol e se adaptam a um cultivo lado a lado. Muito aromáticas, são plantas de crescimento perene.

Além disto, todos eles possuem boa produção em espaço relativamente escasso, podendo ser cultivados em vaso, canteiros ou jardineira, adaptados tanto a espaços abertos (como do condomínio) quanto em apartamentos. Quando cultivados em condomínio, é possível escolher áreas maiores e melhor posicionadas, sem contar que todos poderão aproveitar de uma maior diversidade, com cuidados simples durante poucas horas/semana.

Grupo Grotta (GG) e a Onda Verde

Um dos lemas do GG é engenharia com respeito ao meio ambiente. Há anos, o GG vem fomentando a prática da instalação de hortas em canteiros para o cultivo de leguminosas, temperos, chás e árvores frutíferas em condomínios. Desta forma, seus moradores podem fazer uso frequente da sua produção. Isto cria um ambiente onde o verde, além da beleza, é útil aos moradores como alimento colhido diretamente “in natura”, e prático como se fosse um serviço de entrega rápida – express.

Canteiro com temperos no Res. Harmonia – GG

Quer saber mais e se alimentar melhor e feliz? Leia (horta em condomínios).

Leave Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

clear formSubmit